mercado-em-alta
O verdadeiro conceito de pensar “fora da caixa”
Autor: Felipe Gentil

O verdadeiro conceito de pensar “fora da caixa”

Não tem essa. Ficar usando os mesmos tipos de pensamento para um mundo que muda todo dia não faz mais sentido. Já foi o tempo que se apostar em algo que fica estável, mas parado era o melhor tipo de investimento. Pensar “fora da caixa” virou requisito se você quiser se destacar no mercado ou em qualquer lugar que você queira se expandir. 

Só que ninguém disse o quanto a transição é complicada. Sair do comum e virar o indispensável. Mais complicado ainda se você acreditar pelo resto da sua vida nessa premissa. Você vai precisar abrir mão de muita coisa que você acredita? Sim. E por quê?

Porque nem tudo que você acredita é uma verdade.

Nós queremos que seja, mas isso não é propriamente verdade. A tendência de quase toda pessoa é querer colocar suas certezas dentro de uma caixa. Tudo fica estável, fácil de lidar, mas quando lidamos com mercado, pode esquecer de tudo isso.

Você vai viver experiências cada vez maiores e mais repetidas do que se segurar nas suas convicções e isso pode gerar o atestado de óbito do seu negócio amanhã. O que o mercado nos traz de mensagem hoje é: pare de buscar certezas. Busque lidar com a instabilidade. 

Saiba diferenciar o que você acredita do que você sabe que vai dar certo. Existe uma linha muito fina entre esses dois. Contudo, só dá para chegar nessa conclusão se abrindo mais ao que a vida corporativa de uma empresa te mostra. Sabe aquela história de aprender com os erros dos outros?

Se o seu sonho for abrir um negócio ou ser contratado, você vai precisar constantemente fazer essa reflexão. O que eu impacto na vida desse outro pilar que eu quero atingir? Qual a mudança que quero gerar?

Você não precisa se forçar a ser diferente. Você só precisa entender onde o seu potencial se encaixa naquilo que você quer. E se não se encaixa, como trabalhar.

É a famosa saída da zona de conforto.

Pensar fora da caixa é mais fazer uma avaliação, em vez de ter ideias o tempo inteiro.

Sabe aquela pessoa que sempre pensa que tem algo a melhorar? É isso. Sair da zona de conforto, se jogar no desafio e se testar. Lidar dessa maneira com a vida de modo geral e passar para o ambiente de negócios é um trunfo.

É como você se diferencia, é como passa a ser notado. Os olheiros, investidores e empresários te veem e percebem que você tem algo que muita gente não tem e que a empresa precisa.

Se fazer necessário e com bons argumentos, saber vender bem o seu peixe, deixar claro suas expectativas e o que você faz. Tudo isso é um combo de diferencial para quem pensa fora da caixa.

Pensar fora da caixa é para quem é adaptável

O famoso camaleão, perfil que conquista desde a sua família até os acionistas. O que se molda perante as crises e sabe oferecer o que a situação precisa.

E como isso acontece? Quando uma pessoa aceita ter uma visão 360º e não se contenta em estar fechada na caixa do que ela acredita que é seguro. Ela se molda e ela faz. Ponto final.

Eu até escrevi sobre como os recursos humanos vem trabalhando seus processos seletivos em busca de pessoas “únicas”. O chamado candidato unicórnio. Dá uma olhada e vê se essa busca também não tem muito a ver com o que você está passando agora.

Recursos Humanos: o diferencial para encontrar verdadeiros talentos.

Fontes:

Inscreva-se na Newsletter do blog Mercado em Alta e receba as atualizações direto no seu e-mail.

As pessoas também estão lendo...
Bitnami