mercado-em-alta
Recursos Humanos: o diferencial para encontrar verdadeiros talentos
Autor: Felipe Gentil

Recursos Humanos: o diferencial para encontrar verdadeiros talentos

Existem diversas empresas por ai que possuem um processo seletivo todo estruturado pela área de Recursos Humanos. Contudo, não são capazes de formar uma equipe que esteja de fato alinhada com os valores e a missão do negócio.

Formar uma equipe com profissionais talentosos e entusiasmados vai muito além da análise do currículo ou se ele consegue responder corretamente uma prova com questões que não servem pra nada.

O fato é que a maior vantagem competitiva que uma empresa pode ter é encontrar as pessoas certas para o seu negócio. E certamente a maioria dos gestores de Recursos Humanos têm consciência e compreendem essa vantagem, mas não sabem o que fazer.

A busca pelo profissional unicórnio

Recursos Humanos

A busca do RH pelo unicórnio perdido é a saga que todo recrutador já passou em algum momento. O profissional unicórnio é aquele que precisa reunir habilidades quase sempre distintas, além de uma bagagem técnica muito grande.

A consequência disso é quase sempre a mesma: um determinado candidato possui isso, mas falta aquilo. E o processo se torna cada vez mais demorado, frustrando todas as partes envolvidas.

Por isso, é muito importante que essa sequência seja quebrada.

Pode parecer óbvio, mas é impossível ter tudo em um único candidato. 

A pergunta fundamental que precisa ser feita e a maioria dos gestores de RH parecem ter medo de fazer é: quais são as competências essenciais e inegociáveis?

E existem formas simples de conseguir isso.

Aqui na Proseek, por exemplo, avaliamos nossos alunos por meio de um método preciso. Com uma métrica de pontuação, onde não existe bom ou ruim, identificamos o perfil do cara e o seu conjunto de forças e fraquezas que o credencia a determinada posição.

Assim, nossas indicações se tornam mais assertivas e precisas para as empresas. Tudo de acordo com as necessidades que elas têm.

É uma forma simples de diminuir o gap entre a demanda e os possíveis candidatos.

Explico melhor…

Um time de futebol é formado por atletas com diferentes habilidades e cada jogador tem sua posição de origem. O centroavante, por exemplo, tem talento para marcar gols e pra extrair todo seu potencial ele deverá jogar sempre no ataque.

Essa mesma lógica vale para a sua empresa.

Você precisa entender que cada pessoa possui habilidades específicas. E, assim como no futebol, todas as áreas devem estar estruturadas e devidamente engajadas.

No fim do dia, tudo passa por humanizar os processos e dar a merecida atenção para as pessoas que, ao contrário dos unicórnios, existem e estão concorrendo no mercado.

Atenção com isso!

Mais difícil do que começar um negócio é encontrar as pessoas certas para compartilhar os seus sonhos. E não estou falando apenas de uma sociedade, mas de todas as pessoas que formam sua equipe.

E o desafio do RH é conhecer profundamente as potencialidades e os interesses dos profissionais para conseguir construir o melhor caminho de crescimento.

Nesse sentido, a análise fundamental que precisa ser feita é baseada em soft e hard skills. 

E isso é possível quando você cruza o mapeamento de competências com o objetivo de carreira e desenvolvimento profissional de cada candidato.

Dessa forma, será muito mais simples obter sucesso na formação de uma equipe vencedora.

Saiba como a Proseek contribui na alocação de talentos no mercado.

Fontes:

Inscreva-se na Newsletter do blog Mercado em Alta e receba as atualizações direto no seu e-mail.

As pessoas também estão lendo...
Bitnami